He´s got the whole world in his hands

Oleh: Kleiton Renzo
17 de março de 2015

outro dia eu olhava aquele homem andando de cabeça baixa e valise debaixo do braço. por duas vezes ele parou. por duas vezes vacilou. não sei o que passava pela cabeça daquele homem. nem de onde ele vinha ou pra onde estava indo. mas seu andar compassado, lento, ritmado, denunciava um homem sem pressa. do alto do sétimo andar aquele homem não era mais que um ponto cinza que cruzava meu horizonte todo fim de tarde em direção ao seu próprio destino.

r.

Operários, de Tarsila do Amaral

Operários, de Tarsila do Amaral.

Category: GOTAS | RSS 2.0 | Give a Comment | trackback

No Comments

Leave a Reply